Capítulo 08

O mal renasce

Alguns dias depois no colégio Juuban High, as meninas em seu intervalo entre o período matutino e o início do período vespertino conversavam entre si. Serena um pouco pensativa brincava com a caneta.

Serena: Que bom que estamos juntas nesse último ano, e com essa paz que estamos vivendo agora poderemos nos dedicar mais aos estudos.

Mina, que estava acostumava com uma Serena brincalhona e distraída com os estudos se surpreendeu com as palavras da amiga.

Mina: Serena, você está bem? Você nunca foi tão estudiosa assim, aconteceu alguma? Caiu da cama?

Lita: Mina, você não aprende mesmo né? Acha que a Serena vai ser sempre aquela menina bobinha atrapalhada que conhecemos. Se bem que também achei estranho mesmo.

Ami, que folheava um livro sobre biomedicina abriu um sorriso de satisfação ao ver a amiga preocupada com seu futuro.

Ami: Meninas deixem a Serena. É bom vê-la assim entusiasmada. Acho que nossas últimas batalhas fizeram com que ela e também nós pensássemos melhor em nossas decisões; a amadurecer nossos sentimentos.

Mina: Ai, ai aquele rapaz é tão lindo que o Darien nos apresentou. Um cavalheiro, não é meninas? *com os olhinhos brilhantes*

Lita: Rapaz? Mas do que vocês estão falando?

Ami: Daquele dia que fomos ao restaurante e você não estava muito bem lembra? O Darien nos apresentou um amigo que entrou na sala dele. Se chama Red se não me engano.

Serena: Sim é isso mesmo. Não teria como não esquecer esse nome de ET incandescente, aiaiiaiia, me chamando de cabeça de bolinho sei, sei.

Lita: Cabeça de bolinho? Bem, eu ainda não o conheço mas por você sempre pegar meus bolinhos quando trago , até que combina com você Serena esse novo apelido!

Serena: Lita? (cara de indignada) Mas também eles são tão saborosos não há como não resistir.

Ami: Sim foi muito engraçado ele tocando nos odangos da Serena.

Mina: Se bem que em matéria de comida os dois realmente são parecidíssimos

E falando em sentimentos olha só que vai estar conosco Ami? – disse Serena apontando para um Richard que estava no pátio com alguns garotos.

Ami vê passar pelo pátio um Richard amadurecido, não tinha mais aquele jeito de criança quando o conheceu, apesar de ainda ser um nerd, tornou-se um belo rapaz. As meninas viram as bochechas de Ami mais vermelhas que os sapatos de Sailor Mars.

Ami: Pára com isso Serena. Eu e Richard somente somos bons amigos, nada além disso. Além do mais ele sempre está em constantes viagens, nunca mais falei com ele. Até me surpreendo dele voltar a nossa escola.

Serena: Aha eu sabia! (as meninas com gota na cabeça) Quer dizer então que você sentiu saudades dele não é?

Ami: Serena por favor! (nisso Ami estava mais do que corada já que Richard a viu e apenas acenou para ela)

Elas continuariam o assunto se não fosse o sinal indicando que a aula logo começaria. A professora Sakurada Haruna entrou na sala um pouco menos estressada do que o usual.

Haruna: Muito bem alunos. Este ano terão novas matérias para vocês. Dentre elas teremos literatura, filosofia e na parte de história, um tema voltado para civilizações antigas, mitos da sociedade. Como iremos presenciar esse fenômeno planetário, teremos essas aulas direcionadas a esse acontecimento. Sem contar com a feira de ciências que envolverão todas as escolas e faculdades. Na verdade será mais um festival de culturas.

Molly: Mas professora, vi que tem no mural da escola algo sobre vocações.

Kelvin: Sim, tem mesmo. A faculdade vai promover uma semana em que nosso colégio e os outros poderão ir lá visitar.

Haruna: Sim Kelvin, é como você disse. E claro terá um dia que todos irão à faculdade Moto Azabu e depois haverá excursões isoladas para cada área que desejam ingressar. Mas vocês poderão visitar quantas quiserem, para melhor definir suas profissões.

Serena: Ah que bom! Vou querer fazer astronomia, assim posso ficar no mundo da lua.

Haruna: A isso não vai muito difícil de você passar não é senhorita Tsukino? Já que praticamente você vive no mundo da lua não é mesmo? – o que provocou muitos risos na sala.

Serena: Foi só uma brincadeira professora.

Ami: Serena, mal as aulas começaram e já vai querer fazer bagunças?

Haruna: Isso mesmo senhorita Mizuno. Todos devem se concentrar nas matérias que teremos para o vestibular e também para a feira de ciências. Não esquecendo a feira vocacional. E vamos a aula então.

Longe dali, no Colégio Mügen Gakuen, as Outer Senshi conversavam entre si: Haruka estava sentada debaixo de uma árvore comendo o seu bentou cuidadosamente preparado por Michiru, enquanto Michiru e Hotaru estavam sentadas em um banco e Setsuna arrumava alguns papéis em sua pasta.

Haruka: Este ano será mais puxado que os outros, temos muitos projetos para pôr em prática.

Michiru: Puxado? Haruka, não seja modesta. Difícil foi a época que tivemos que conciliar as aulas com as lutas sem contar que antes aqui também era um lugar de energias malignas.

Hotaru: Sim, mas, agora não teremos mais essas preocupações. A única preocupação será com essas matérias que muitas nunca vi. O que farei? Vocês irão me ajudar não é mesmo?

– Sim, sabe que sempre pode contar com gente, – disseram Michiru e Haruka.

Setsuna: Sei que a conversa está muito boa, mas vamos para a aula meninas, ou esqueceu que também serei sua professora sobre as teorias do universo. Vamos, estarei esperando por todos no anfiteatro da escola.

– E você tinha que lembrar desse detalhe senhora do tempo? – retruca Haruka com ar irônico

– Engraçado você falar isso. Pois o que acha então de ficar a eternidade ouvindo minhas palestras hein? – Responde Setsuna com ar de imponência pegando a chave ( mesma chave que Rini usava para invocar o portal do tempo)

Haruka com os olhos arregalados e pensando na eternidade sem sua amada. reconsidera.

Haruka: Oe! Não, não. Não precisa ser dão drástica Setsuna. Era só uma brincadeira. Ou você não está para bom humor hoje? Haruka tenta amenizar.

Michiru: Haruka pare já com isso. Sabe que nem sempre a nossa Senhora do Destino está de bom humor então melhor não provocá-la. Se bem que nem eu mesma resisti agora. Desculpe Setsuna.

Hotaru: É tão bom saber que tenho vocês comigo assim se amando. É muito divertido – rindo da situação

– Ora já falamos demais, vamos logo para as aulas. – ordena enfim Setsuna.

– Sim já estamos a caminho – as demais responderam.

E passou-se um dia de muitas novidades nas escolas.

À tarde no templo Hikawa, as meninas reuniram-se como de costume para conversar sobre as novidades e planejarem a rotina de estudos que teriam para poderem prestar o vestibular, e também se organizarem para o festival de culturas.

Enquanto isso….

Em algum lugar no espaço, em um planeta negro e distante, alguma coisa acontecia. Obscurium, abrigava a Black Shadow. Obscurium havia sido selado há muito tempo em uma batalha. Um reino, onde as sombras vivem em pura trevas. Zumbis vagam por eternidade sem fim em busca de algo que não tem mais. Energia negativa, pensamentos negativos. Seres que possam ser usados como zumbis.Um ser muito maligno junto de seus seguidores e monstros foram aprisionados para que a paz pudesse reinar em todo o universo.

Porém, como a chegada do alinhamento dos planetas, este selo acabou por se enfraquecendo e o poder maligno desse planeta começa a despertar e recrutar energias. Seu poder aumentava incessantemente com a proximidade do alinhamento.

(?) É chegado o momento em que enfim esse selo perderá seu efeito e eu poderei me libertar. Me vingarei de todos aqueles que me arruinaram. Atravessarei os tempos e aniquilarei tudo, para poder fazer meu reino das trevas surgir. Nígores, meu fiel súdito, vá através dos tempos e das eras ressuscite aqueles que um dia tentaram acabar com a paz no universo. Tragam todos eles a meu serviço. Dê a eles, uma cópia do meu símbolo em sua testa para que eu possa dominá-los e fazer com que eles voltem a Terra e destrua tudo por lá.

Nígores: Sim, meu mestre, considere-se feito. (Nígores era uma mancha negra, um espectro que podia obter diversas formas, era de uma voz rouca que mais parecia um ruído de serpente quando falava.)

E ele atravessou tempos e eras para reviver o clã da maldade que serviria ao seu mestre, dando-lhes novos poderes e habilidades para enfrentar aquelas que um dia os derrotaram.

Nessas viagens realizadas fora do normal, o planeta Terra foi afetado e inúmeras fendas foram surgindo: as temíveis fendas temporais, marca que Nígores deixara na Terra em alguns pontos. Esses lugares são as regiões das pedras sagradas que quando unidas ao seu respectivo guardião lhes davam novos poderes. Para certificar-se que essas pedras não caíssem em mãos do bem, Nígores providenciou seus demônios mais poderosos para que vigiassem as pedras, para no momento exato serem usadas por seu amo.

Nígores vagava pelos tempos e pelas eras em buscas dos novos seguidores, aqueles que um dia as guerreiras derrotaram. Foi despertando um a um como seu mestre ordenou e os levava até o Poço Negro, local onde eles receberiam novos poderes. Sim, os inimigos do passado voltarão e aniquilarão todos que atravessarem o caminho e os planos do grande amo das trevas, Chaos Negro.

Uma nova batalha estava prestes a surgir.

Nigores: Todos vocês que um dia, pelo poder da lua branca foram derrotados; hoje, renascem pelos poderes de meu amo. Devem fidelidade total a ele, em troca vocês terão novos poderes para aniquilar as guerreiras da lua branca. Venham comigo ao Poço Negro. Lá ficarão até recuperar suas formas originais além dos novos poderes que lhes serão concedidos. (Nota: os inimigos do passado de sailor moon eram estátuas petrificadas e trancafiados em um esquife com o lacre da lua crescente.)

Núcleo Black Shadow, esse era o nome que agora integrava os oponentes das guerreiras formado por Rainha Beryl e seus generais, Família Black Moon, Circo da lua da Morte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s