Capítulo 04

Os pingentes – parte final

Enquanto isso no bairro Harumi:

Correio!

Eu vou ver! – diz Hotaru, já abrindo a porta da casa.

Bom dia mocinha, por aqui moram Setsuna Meiou, Haruka Tennou, Michiru Kaiou e Hotaru Tomoe?- Pergunta o carteiro.

Hotaru: Sim, sim, eu sou a Hotaru!

Carteiro: Pode assinar aqui, por favor? É uma entrega especial, o Sr. Tomoe quem mandou.

Hotaru: Puxa, que bom! Pronto, aqui está, tudo assinado.

Carteiro: Muito obrigado, Hotaru.

Hotaru entra para dentro da casa muito festiva com o pacote na mão. Parecia uma criança que acabara de ganhar um presente.

Olhem, meu pai mandou uma lembrança pra nós! – Hotaru disse, toda empolgada.

É sério, onde está? – disse Haruka.

Olhem tem uma carta também, mas é pra você Setsuna! – Michiru entrega a carta para ela.

“Setsuna, muito obrigado por olhar e cuidar de minha filha, ensinar tudo o que ela precisa saber. Sei que ela está em excelentes mãos, já que não posso estar sempre com ela devido às pesquisas de progressos na medicina utilizando células tronco que estou realizando aqui no Brasil. É um país lindo, agradável. Todas iriam gostar. Estou deixando uns postais e alguns presentes. Como não se fala em outra coisa que não seja o alinhamento dos planetas, eu enviei esses cordões. Disseram-me que são os símbolos de Plutão, Saturno, Netuno e Urano. Não sei porquê, mas achei que vocês gostariam. Espero que eu esteja certo!

E obrigado por tudo o que tem feito por minha filha. Diga a ela que eu a amo muito, pois ela é tudo em minha vida e esse colar é para sempre se lembrar de mim. Não sei se é de grande ajuda, mas a pessoa que vendeu pediu para dizer isso, sobre do que são feitos os pingentes: Plutão é feito de granada, Saturno de ônix, Urano de âmbar e Netuno de água marinha.

Não compreendi o motivo pelo qual o vendedor me disse isso, só pediu que o fizesse.

Qualquer problema, não hesite em me procurar.

Abraços,

Prof. Tomoe.”

Mas, como poderia o professor saber os nossos planetas guardiões? – Indagou Haruka supresa após Setsuna ler a carta para todas.

Talvez, depois daquela luta contra Pharaoh 90, deve ter ficado alguma coisa em sua mente, sobre as sailors, eu não sei. – Respondeu Michiru.

Não, isso com certeza não! Tenho certeza que disso ele não lembraria, foi uma luta violenta e desgastante emocionalmente pra todos nós. – Completou Setsuna.

No fundo ele pode até mesmo não se lembrar, mas sempre teve uma intuição muito presente, só que não tem as visões como eu tenho – Falou Hotaru enquanto, distribuía os cordões.

Enquanto isso, perto do Game Center…

Artêmis: Será mesmo que elas não desconfiam de nada, Lua? Bem, as meninas não são mais ingênuas como antes, quando as encontramos pela primeira vez.

Lua: Já não são mais tão crianças assim, Artêmis.

Artêmis: É, eu sei disso, mas digo isso por causa das outras, elas são mais atentas aos fatos e, além disso,  temos a Setsuna, que sabe das coisas, afinal não é ela a guardiã da porta do tempo?

Lua: Sim, Artêmis, mas certos acontecimentos ela não tem como saber; lembre-se do que aquela pessoa falou para nós quando entregou todos os pingentes. Ela teve o cuidado de enviar às pessoas certas para que pudessem “vender” esses pingentes com a certeza de que todas as guerreiras os receberiam. E o fato desse acontecimento astronômico estar mexendo com a cabeça de todos, foi uma excelente desculpa, assim não levantaria suspeita!

Bom, se você está dizendo isso, tudo faz sentido, embora eu tenha a sensação de que algo vai acontecer, e não é boa coisa viu? Vai chegar o momento que teremos que falar com a Serena e com as demais sobre aquilo. E vai ser um choque para as meninas depois de tanto tempo, principalmente para Serena. – Concluía Artêmis, um pouco mais preocupado que o normal.

Agora que você falou, daqui a uns dois meses a lua cheia brilhará mais por causa do alinhamento que estará por acontecer. Isso não será bom, pois tudo que você disse terei que contar, se Serena tiver aquelas visões que nós já sabemos. Aquela pessoa nos alertou sobre isso mas, como achei que tudo já tinha se resolvido, afinal já se passaram dois anos, não acreditei no que vi e ouvi. E não dei muita importância – disse Lua.

Artêmis: Mas, Lua, você esqueceu que aquela pessoa é muito poderosa? E com certeza pode fazer a Serena lembrar de alguma coisa que você até pode saber, mas deve estar adormecida em sua mente. Foi igual quando a Serena despertou como princesa, lembra?

Artêmis ia continuar a conversa quando as meninas chegaram.

Então vocês estão de namoro é?- Disse Mina, e as demais riram.

Que tanto vocês ficam falando aí hein, posso saber? – Falou Serena.

Nada de mais. É o Artemis, esse esquecido que não fez o backup do sistema central e eu tive que fazer tudo de novo, enquanto ele ficava falando com a Diana, dizendo a ela que estava cheio de saudades. Ai meninas, vocês sabem como ele é. Como sempre, eu tenho que corrigir tudo o que ele faz. Deviam ter me dado outro assistente viu? – Disse Lua.

Como assim outro assistente, Lua? Não quer mais minha companhia, tudo bem! Vou para o futuro e encontrou alguém melhor que você, daí a Diana nunca existirá, é o que você quer? – Artêmis já estava vermelho de raiva.

Claro que não, foi só pra te provocar mesmo, seu bobinho – disse Lua, fazendo charme.

Hey vocês, chega né, já deu por hoje, não acha? – Lita falava antes de entrarem no Game Center. Por que vocês não vão ao templo fazer companhia para o vovô, Phobos e Deimos, eles estão lá sozinhos, seria bom pra vocês e pra eles – falava Rei.

Ami: Sim, ela tem razão, vocês andam muito estranhos mesmo. Um pouco de meditação pra vocês iria muito bem sim e a noite vocês voltam para seus donos. Tem alguma objeção meninas? Falava isso olhando para Mina e Serena que estavam encantadas na vitrine vendo as novidades.

Meninas! – chamou Ami mais forte.

Ah tá. Foi mal, eles podem ir sim, tudo bem – responderam.

Essas meninas não têm jeito mesmo. Não aprendem nunca? Quando vão se comportar como adultas? – retrucava Rei.

Deixe elas Rei, por elas serem assim e nós também, é que nos damos tão bem. Acho que se fôssemos diferente, talvez nossas vidas não teriam tanto sentido como agora não acha? – dizia Ami.

Ah! Meninas, mas eu amo muito vocês, não peguem tanto assim no meu pé! – nisso Serena pula por trás delas abraçando todas e rindo. E assim passaram o resto da tarde rindo e jogando.

2 respostas para Capítulo 04

  1. Miya disse:

    muito bom!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s